Entenda no post de hoje o que é a campanha Outubro Rosa e qual sua importância para a saúde, prevenção e tratamento.

 

Em outubro acontece a campanha conhecida como Outubro Rosa, que é o mês de conscientização sobre o câncer de mama.

Este momento é de vital importância para todos. Obviamente, as mulheres são os pacientes mais frequentes, mas homens também podem apresentar a doença.

No post de hoje, vamos falar sobre a importância da conscientização, do diagnóstico precoce, como prevenir e como ocorre o tratamento.

 

O que é o Outubro Rosa?

O Outubro Rosa é o mês de conscientização ao câncer de mama. Durante todo o mês, são promovidas campanhas para conscientizar a população e levar conhecimento sobre o assunto.

O principal objetivo é incentivar o diagnóstico precoce do câncer de mama, mas também disseminar dados preventivos e ressaltar a importância de olhar com atenção para a própria saúde.

Além disso, o mês também é propício à luta pelos direitos de atendimento médico adequado e acompanhamento emocional, garantindo um tratamento de qualidade.

No mundo todo, pessoas, entidades, empresas e organizações se mobilizam ao mesmo tempo para espalhar essa mensagem por toda a parte.

 

Entenda melhor o câncer de mama

O câncer de mama é um tumor maligno que acomete o tecido mamário. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, INCA, é um dos tipos mais comuns da doença.

Ele se desenvolve com uma pequena alteração de DNA no tecido mamário, causando uma multiplicação anormal de células que geram o tumor.

Alguns tipos de câncer de mama têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente.

Ao contrário do que se pensa, a doença pode acometer homens também, embora seja muito mais raro, já que o tecido mamário é bem menor.

O diagnóstico precoce aumenta em 95% as chances de cura e sobrevida, e daí vem sua importância.

 

A importância da mamografia

A mamografia é um exame de imagem que analisa o tecido mamário a fim de verificar a existência de cistos e tumores.

Este é o exame principal para o diagnóstico da doença, e a taxa de exames realizados é assustadoramente menor do que a taxa de exames esperados na população.

Através desse exame, pode-se identificar tumores que ainda são bem pequenos.

Quanto antes o câncer de mama for diagnosticado, melhores são as chances de cura.

Há também o exame clínico, feito pelo médico para identificar tumores maiores através do toque.

 

Quais são os sintomas do câncer de mama?

Uma das ações do Outubro Rosa é disseminar informações acerca dos sintomas da doença, garantindo que a população saiba reconhecê-los.

Entre eles, podemos citar:

  • Alterações no tamanho ou formato da mama;
  • Nódulo único e endurecido;
  • Vermelhidão, inchaço, calor ou dor na região, mesmo sem apresentar nódulo;
  • Sensação de nódulo na axila;
  • Espessamento ou retração da pele ou do mamilo;
  • Secreção aquosa ou com sangue pelos mamilos;
  • Presença de um sulco (afundamento) em uma parte da mama;
  • Coceira frequente no local;
  • Formação de crostas ou feridas na pele do mamilo;
  • Inversão do mamilo;
  • Inchaço do braço;
  • Dor na mama ou mamilo.

 

Como é feito o tratamento?

O tratamento a ser aplicado para combater o câncer de mama vai depender de diversos fatores, como tipo, estágio e condições de saúde do paciente.

É o médico quem vai definir como deve ser o tratamento.

As modalidades podem ser local ou sistêmica. No tratamento local, pode ser aplicada radioterapia e feita uma cirurgia conhecida como mastectomia, que é a retirada de parte do tecido ou da mama inteira.

Já no tratamento sistêmico, pode ser feita a quimioterapia, hormonioterapia e terapia biológica.

 

Prevenção

Infelizmente, o câncer de mama não é uma doença totalmente prevenível, devido à dinâmica de seu desenvolvimento.

Não existe um fator único e claro que cause o câncer de mama. O que se pode fazer para prevenir é levar um estilo de vida saudável.

A boa alimentação, a prática de atividades físicas e a manutenção do peso ideal são fatores que podem diminuir os riscos de desenvolvimento da doença.

Mas, além disso, é importante diminuir o consumo de álcool, amamentar sempre que a mulher começar a produzir leite e evitar o uso de hormônios sintéticos.

Entre esses, estão os anticoncepcionais e as terapias de reposição hormonal.

 

Agora que você já sabe a importância do Outubro Rosa, compartilhe esse texto com o maior número de pessoas que puder!

Open chat
Olá! Como podemos lhe ajudar?