Avaliação de Ruído

O QUE É:

Avaliação quantitativa da exposição ocupacional a ruído contínuo/ intermitente ou de impacto.

ONDE SE APLICA: 

  • Ruído contínuo/ intermitente: dosimetrias em quaisquer postos de trabalho, operacionais ou administrativos, com objetivo de comparação com os Limites de Tolerância previstos em lei (NR-15, NR-17, NHO-01);
  • Ruído de impacto: análogo ao contínuo/ intermitente, mas com foco em equipamentos específicos, tais como prensas excêntricas, bate-estacas, etc;
  • Análises de ruído por banda de freqüência.

POR QUE FAZER:

  • Para subsidiar programas de melhoria da qualidade de vida no trabalho;
  • Para embasar estudos de redução de ruído em ambientes de  trabalho, através de barreiras e isolamentos acústicos;
  • Para atender à legislação NR 09 – Anexos 1 e 2 da Portaria 3214/78 do MTE.

METODOLOGIA:

  • NHO-01, ACGIH, NR-15.

RECURSOS DISPONÍVEIS:

  • Dosímetros de Ruído, Decibelímetros e Analisadores de Ruído por Banda de Freqüência;
  • Equipe técnica especializada em Higiene Ocupacional.

DOSIMETRIA DE RUÍDOS EM BANDAS DE OITAVA

Audiodosímetro é um instrumento destinado principalmente a medir a dose de ruído em percentual a qual um funcionário ficou exposto durante uma jornada de trabalho e popularmente aqui no Brasil também é conhecido como “dosímetro de ruído” devida associação de uma de suas grandezas medidas estar apresentada  em dose (%) e devido aos modelos mais antigos possuírem apenas função de %dose sem o recurso da leitura direta do nível sonoro.

Sua aplicação em nosso país esta fundamentada em atender aos requisitos exigidos pela NR-15 e INSS que determinam os respectivos limites de exposição máxima ao ruído para seja configurada insalubridade e direito a aposentadoria especial respectivamente.

Nas estatísticas das indústrias é do conhecimento de praticamente todos higienistas ocupacionais que a perda auditiva ainda é um grande desafio a ser superado e apesar da somatória de esforços também sabemos que diversos protetores auriculares são especificados erroneamente. Esta fatalidade na grande maioria das vezes acontece pela falta de uma ferramenta eficaz para medição do ruído ocupacional.

Fabricantes de protetores auriculares desenvolvem seus modelos que são homologados para venda após a obtenção de seu n° de CA (Certificado de Aprovação) como é o caso deste modelo Viking V3 do fabricante Sperian.

SOLICITE UMA PROPOSTA COMERCIAL!

Entre em contato conosco e solicite uma proposta comercial. Será um prazer atendê-lo!

Open chat
Olá! Como podemos lhe ajudar?