Todo tipo de trabalho exige que a mente e o corpo humano se esforcem. Dessa maneira, longas horas de expediente podem comprometer a saúde e a qualidade de vida. Por isso, a ergonomia física busca cuidar desses aspectos.

A fim de evitar lesões, dores e uma série de doenças, as empresas devem adotar um plano ergonômico que estabeleça os limites e a capacidade física de cada trabalhador.

Portanto, se você quer saber como preservar a integridade do seu time e evitar prejuízos, leia este post até o final. Vamos falar sobre o assunto e te dar dicas valiosas!

O que é Ergonomia Física?

De forma mais ampla, a ergonomia é a área que verifica as condições do ambiente de trabalho e como elas afetam o desempenho, a saúde mental e física dos funcionários.

O assunto pode ser dividido em três principais grupos: ergonomia física, cognitiva e a organizacional.

A ergonomia física é, por sua vez, a disciplina que foca nos aspectos anatômicos e fisiológicos, cuidando de questões como: integridade da musculatura, articulações, postura e etc.

Para que serve a Ergonomia Física?

O principal intuito da ergonomia física é buscar soluções capazes de prevenir ou minimizar os riscos de acidentes e doenças laborais. Consequentemente, são criadas medidas que prezam pelo conforto, pela saúde e segurança do colaborador.

Através de estudos específicos e análises minuciosas sobre postura, movimentos corporais e de outros elementos de um sistema, a ergonomia física levanta os riscos envolvidos em cada função de cada trabalhador.

A partir disso, são sugeridas intervenções capazes de eliminar, corrigir ou minimizar tais perigos, aumentando a produtividade e, principalmente, zelando pela saúde da equipe.

Como implementar a Ergonomia Física no trabalho?

Depois de um estudo detalhado dos postos de trabalho, um planejamento eficaz irá direcionar a tomada de decisão do setor responsável pela ergonomia física. Assim, diversas ações podem ser colocadas em prática. 

As mais comuns são:

1. Garantir boa iluminação

É fundamental que a organização garanta um ambiente laboral bem iluminado — natural e artificialmente —, onde o funcionário possa enxergar bem e não ter a visão prejudicada, a médio e longo prazo, devido ao esforço excessivo dos olhos.

2. Checar o uso de equipamentos

Outro ponto muito importante é a verificação recorrente da utilização dos equipamentos, como computadores ou máquinas de produção. 

Os equipamentos devem ser checados periodicamente para garantir que estão adequados às características anatômicas de cada trabalhador.

3. Incentivar hábitos saudáveis

Mais um tópico comum na adoção do plano de ergonomia física é a necessidade da empresa estimular sua equipe a ter hábitos saudáveis. 

Incentivos à boa alimentação e à prática de exercícios físicos — como ginástica laboral, por exemplo — são muito bem-vindos.

 

Leia também:

Síndrome de burnout no trabalho: o que é e como evitar?

O que é medicina do trabalho e qual sua importância?

 

4. Fazer pausas

Os períodos de pausa durante o expediente também são essenciais à saúde dos colaboradores. 

Afinal, longas horas fazendo um mesmo movimento ou sob pressão, recebendo uma grande carga mental pode trazer enormes prejuízos ao profissional.

5. Verificar a temperatura do ambiente 

Por fim, é primordial que o espaço de trabalho conte com temperatura agradável, pois caso contrário, isso pode afetar o desempenho do trabalhador, causando o aumento da fadiga, esgotamentos e até dores musculares.

Quais os benefícios promovidos pela Ergonomia Física?

Provavelmente, se você chegou até aqui, já deve ter entendido alguns dos maiores benefícios da implementação de um bom plano de ergonomia física na sua empresa. 

Porém, resolvemos listá-los para reforçar:

  • Melhora a qualidade de vida dos colaboradores;
  • Proporciona um ambiente de trabalho seguro;
  • Reduz o cansaço e o desgaste físico;
  • Evita afastamentos por LER/DORT;
  • Previne doenças ocupacionais;
  • Reduz os gastos médicos;
  • Aumenta a produtividade;
  • Previne acidentes.

Por que é importante cuidar da Ergonomia Física?

Uma equipe qualificada e capaz de auxiliar em todo processo de implantação do projeto de ergonomia física é indispensável! Isso porque, serão esses profissionais os responsáveis por desenvolver mudanças significativas no seu negócio.

De tal modo, é importante que as medidas idealizadas sejam, de fato, eficazes e proporcionem o bem-estar necessário à produtividade dos colaboradores.

Caso isso não ocorra, os processos podem ser comprometidos, a produção afeta e, pior ainda, você pode ser penalizado judicialmente por não atender às normas de saúde e segurança do trabalho.

Portanto, converse com o setor de recursos humanos hoje mesmo e considere contratar uma empresa especializada no assunto, capaz de cuidar com maestria da integridade do seu time e, consequentemente, do seu empreendimento.

Cuide dos seus colaboradores!

 

Fale Conosco pelo WhatsApp
1