Normas e leis regulamentadoras fazem parte do dia a dia de toda e qualquer empresa. Afinal, é preciso evitar que agentes físicos exponham os trabalhadores a doenças ocupacionais ou a acidentes por falta de segurança operacional.

Nesse contexto, fazer uma avaliação de ruído na empresa é extremamente importante, já que máquinas e equipamentos podem produzir esses ruídos a níveis excessivos, e provocar sérios prejuízos à saúde dos colaboradores, a curto, médio ou longo prazo. Se você tem alguma dúvida ou não sabe como fazer a avaliação de ruído na sua empresa, este é o conteúdo ideal. Continue a leitura e saiba mais!

 

Qual a importância de realizar a avaliação de ruído na empresa?

Inúmeros são os ganhos quanto ao investimento no monitoramento de ruídos e particulados. Ressaltamos que, quanto maior o ruído, menor deverá ser o tempo de exposição do funcionário a esse tipo de evento. Alguns estudos apontam que problemas decorrentes de interferências sonoras podem se manifestar de forma imediata ou gradual.

É possível que ruídos a níveis excessivos desencadeiem alterações mentais, desde a perda de memória até a dificuldade em coordenar ideias, uma vez que tais alterações são capazes de afetar também o sistema nervoso.

Diante da gravidade dos problemas associados a níveis excessivos de ruídos, é essencial que as empresas adotem medidas de proteção coletiva e individual, bem como soluções eficazes de monitoramento da exposição, como medidores eficientes e atestados internacionalmente aceitos.

Além disso, realizar essa avaliação periodicamente evita processos judiciais e multas referentes ao não cumprimento de Normas Regulamentadoras. Para isso, é fundamental contar com o auxílio de uma equipe competente e de profissionais habilitados para a implementação de como fazer a avaliação de ruído na empresa.

 

Como fazer a avaliação de ruído na empresa?

Toda e qualquer organização deve se preocupar em realizar uma avaliação de ruído na empresa, de modo a elaborar medidas que possam melhorar a quantidade de poluição sonora no ambiente até um nível que não comprometa a saúde e bem-estar dos colaboradores.

Vejamos algumas dicas de como realizar essa avaliação. Acompanhe!

 

Faça o laudo de ruído

O laudo de ruído é um documento que tem como objetivo analisar o nível de exposição aos ruídos dentro de empresas, fábricas e afins. Geralmente, esse documento é medido em decibéis (dB).

De maneira geral, o laudo de ruído faz parte de um conjunto de normas dentro do desenvolvimento do Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais (PPRA), devendo ser realizado todos os anos. Empresas que possuem um maquinário que gera determinado nível de barulho são obrigadas a elaborá-lo, principalmente quando há possibilidade de lesão e dano à saúde.

 

Meça o ruído no ambiente com o auxílio de um dosímetro

A medição por meio de um dosímetro possibilita saber o nível de exposição aos sons no ambiente de trabalho. Trata-se de um pequeno microfone que mede in loco o nível de ruído no ambiente, informando quão vulneráveis os colaboradores estão durante a jornada de trabalho.

Empresas que mantêm um nível excessivo de ruídos devem inspecionar e realizar a medição regularmente, de modo a conhecer o nível do barulho detectado pelo aparelho. Esse registro deve ser documentado e atualizado pelo menos uma vez por ano.

 

Consulte a tabela de exposições máximas estabelecida pela NR 15

Níveis de ruídos que ultrapassem 55 decibéis já são capazes de trazer algum tipo de malefício à saúde auditiva, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. No entanto, quando a medição ultrapassa 85 dB, os níveis podem ocasionar problemas mais graves, principalmente quando decorridos por muito tempo.

A Norma Brasileira (NR) nº 15, da Portaria 3.214/78, estabelece, em seus anexos, quais são os limites de tolerância para a exposição aos ruídos. Sendo assim, é fundamental verificar a tabela de exposições máximas de modo a implementar medidas protetivas no ambiente de trabalho e garantir que os colaboradores não sofram prejuízos.

A segurança dos trabalhadores deve ser a base para garantir a qualidade no ambiente de trabalho, de modo a oferecer condições seguras para manter o nível adequado de ruídos e dentro do limite tolerável. Por isso, é essencial que a avaliação de ruído seja feita periodicamente na empresa, por profissionais habilitados.

E aí, nosso conteúdo atendeu às suas expectativas? Complemente sua leitura! Saiba mais sobre o Mapa de Risco e por que ele é tão importante para as empresas.